Games Switch

Kenichiro Tsukuda explica todo conceito artístico por trás de Daemon X Machina

O game promete experiências sonoras e visuais únicas

A nova IP da Nintendo, Daemon X Machina deu as caras pela primeira vez durante a E3 desse ano. Até o momento poucas informações (além do trailer) foram reveladas sobre o novo exclusivo do Nintendo Switch.

Entre outros aspectos, o conceito artístico é um dos pontos fortes do jogo, em entrevista ao site Polygon, o produtor Kenichiro Tsukuda explicou suas intenções: “Os games de hoje têm a mesma paleta de cores, e eu, pessoalmente, não estava muito feliz com isso. As cores que você vê [em Daemon X Machina] são escolhidas especificamente para cada uma das missões que você realiza, com base em como queremos que você se sinta quando estiver jogando

Além do visual, o produtor também quer trabalhar de forma experimental na parte sonora do game. “Disparar uma arma soa como um tambor, e há uma lâmina laser que realmente usa o som de uma guitarra. Então, quando você estiver com um grupo de arsenais, queria que o game desse a impressão de que você está em uma jam session“, encerrou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s