Séries

O fim, foi o fim. Co-criador garante que reboot de Friends “nunca acontecerá”

Em entrevista recente, David Crane pisou em muitos sonhos.

Indiscutivelmente, a sitcom de maior sucesso de todos os tempos, Friends ficou no ar por dez anos, mostrando as histórias de vida de seis amigos inseparáveis. Ao contrário do que acontece com muitas séries que duram tanto tempo, a comédia da NBC teve um fechamento satisfatório, que deixou em muitos fãs – como eu – a sensação de dever cumprido. Mas, mesmo 14 anos depois, muitos ainda sonham com um retorno da série. Ou sonhavam.

Em entrevista ao site The Wrap, David Crane, co-produtor do show, não deu margem às dúvidas. Uma reunião de Friends “nunca acontecerá”, disse ele. “Nunca. Nós fizemos, e acabou. É por isso que não queremos ver mais disso: porque foi um final feliz.”

Mas a atriz Rachel Bloom, estrela da série Crazy Ex-Girlfriend, furou a conversa para fazer a pergunta que muitos fãs se fazem: “e Ross e Rachel, ainda estão juntos?” Crane, mais uma vez, foi categórico: “Sim. Qual é, eles lutaram muito, por dez anos”. Então, surgiu outra dúvida da própria Bloom, sobre Mônica e Chandler. “Eles também vão muito bem!”

Apesar das vontades de muito órfãos da sitcom, que ficou no ar de 1994 a 2004, as opiniões sobre uma volta da série não são unanimidade nem mesmo entre os atores que eternizaram seus personagens. Em conversa no The Ellen DeGeneres Show, em fevereiro, Jennifer Aniston, a Rachel Green, disse: “Tudo é uma possibilidade, Ellen. Tudo, não é? Quero dizer, George Clooney se casou.”

Contrastando com a opinião de Aniston, Matt LeBlanc, o carismático Joey Tribbiani, e Lisa Kudrow, a eterna Phoebe, compartilham uma opinião de por que a série não teria o mesmo impacto nos dias de hoje. “Estão revivendo tudo, mas eu não sei… Como isso funcionaria com Friends?”, Kudrow se perguntou. “Era sobre pessoas de 20, 30 anos. O programa não era sobre pessoas de 40, 50. E, se tivermos os mesmos problemas, só seria triste, nada divertido”, finalizou.

bg_friends_mattlisa
Matt LeBlanc (Joey Tribbiani) e Lisa Kudrow (Phoebe Buffay), os casal que nunca aconteceu, têm opiniões semelhantes sobre um possível reboot.

Opinião semelhante a de Matt, expressada durante entrevista a uma rádio australiana. “Eu entendo que as pessoas querem uma reunião, mas o programa foi sobre um período definido na vida daqueles personagens, entre os 20 e os 30 anos”, disse LeBlanc. “Ver o que esses personagens estão fazendo agora, eu acho que é um caso em que o livro é melhor que o filme. O que cada um imagina que eles estão fazendo agora, é melhor”, pontuou.

Apesar do baque, é interessante ver a maturidade com que os atores tratam uma possível volta da série. Não ver a oportunidade como uma chance caça-níquel, de fazer mais dinheiro em cima de algo que acabou tão bem e correr o risco de estragar o que foi construído, mostra que tudo foi, e é, tratado com muito carinho. Que vai além de simplesmente se fazer algo por fazer. Vamos nos contentar com as maratonas intermináveis e divertidas na Netflix.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s